Quick Guide on Meghan and Harry's Interview


(DESLIZEM ATÉ BAIXO PARA LEREM O ARTIGO EM PORTUGUÊS)


The most anticipated interview of all times... or probably since Princess Diana's BBC Interview. Almost 2 hours filled with talking points, but some of them strategically left only in the air...


1st FACT: One of the most peculiar statements made by Meghan was surely the one she claimed she knew nothing about the British monarchy when she first met Harry... Her knowledge of the Royal Family, she said, was based only on what Harry 'was sharing with me'. Astonishingly, as a graduate of well-regarded Northwester University, she said her sense of Royal life was based on 'fairytales'. She described herself as 'NAIVE' by that time. Talking about the first time she met the Queen, Meghan said she was surprised to learn she had to curtsy. She said she thought it was just "part of the fanfare" and didn't happen inside the Royal Family. She described having to quickly practise curtsying before an impromptu lunch with the Queen. "I said: 'It's your grandmother," said Meghan. "He said: 'It's the Queen.'" Meghan also added that she had never looked up her husband online while they were dating…

At the same time, she claimed she was not given any guidance, nor etiquette, nor advice or even the words for the National Anthem… Meghan said: "There was no guidance. Unlike what you see in the movies, there's no class on how to speak, how to cross your legs, how to be royal. That was not offered to me.” (…) "Even down to the National Anthem - no one thought to say 'oh you're American, you're not gonna know that'. So that's me late at night Googling it..."

I WOULD SAY: We just need to go back through the History of the UK, and other countries... to understand what Monarchy is. And maybe watch some movies... You can like it or dislike it. It's just a little bit hard to me to think about Meghan as someone so 'naive' - someone that travelled a lot (including to London) before meeting Harry, someone that was born and lived her entire life in the middle of Hollywood, someone who was a big fan of Princess Diana - shortly before Meghan and Prince Harry's wedding in 2018, Ninaki Priddy, the duchess' childhood best friend and maid of honour at her first wedding to Trevor Engelson, told the Daily Mail: '[Meghan] was always fascinated by the royal family. She wants to be Princess Diana 2.0.'... True or False? We’ll never know! In a 2014 post on her now defunct lifestyle blog The Tig, Meghan wrote ‘Just look at the pomp and circumstance surrounding the royal wedding and endless conversation about Princess Kate,’.

Oh, and not forgetting that Meghan once admitted she knew her husband's cousin Princess Eugenie before meeting him on their first date… which is rumoured to have been set up by designer Misha Nonoo, whose ex-husband Alexander Gilkes was friends with both Prince Harry and Prince William at Eton.

Of course, celebrities aren’t the same thing as the Queen!... Who would think it would be? If she was a ‘persona non grata’ inside the Royal Family, ‘the firm’ would never let her marry Prince Harry. But, one thing I'm sure, nobody (not me, not you, not even Meghan) could ever understand what really is to be part of the Royal Family, before being in it. So, she was free to dislike a lot of things in the process, as she was free to leave it behind. And I'm so happy she did it.


2nd FACT: Both of them alleged that a member of the family made a racist comment about their unborn son. The couple have alleged there were 'concerns' within the Royal Family over Archie's skin colour. Meghan said Harry had been asked by an unnamed family member "how dark" their son Archie's skin might be... Oprah later said the family member was not the Queen or the Duke of Edinburgh (important!).

I WOULD SAY: What a tricky subject... RACISM. What is racism nowadays? What if Meghan was japanese/chinese, and they would ask how would be Archie's eyes... would that be racism? When a woman is pregnant isn't that normal to imagine how a baby will look like? Discussions about baby's features are normal discussions in families... color of hair, dad's big ears or mum's small ears, dad's long legs... so colour of skin is not a big deal unless you want to make it an issue. Of course, I'm not taking anyone's part, but it all depends on who said it, how it was said, in what context was said... and the couple didn't explain that.


3rd FACT: "They didn't want him to be a prince or princess, not knowing what the gender would be, which would be different from protocol, and (said) that he wasn't going to receive security," Meghan said. "In those months when I was pregnant... we have in tandem the conversation of, you won't be given security, not gonna be given a title…”. Asked if she was bothered her son was not going to be given THE TITLE OF ‘PRINCE’ she said: "All the grandeur surrounding this stuff is an attachment I don't personally have. I have been a waitress, an actress, a princess, a duchess, and I've always just been Meghan. The most important title I will ever have is Mom but the idea of our son not being safe and also the idea of the first member of colour in this family not being titled in the same way that other grandchildren would be was...."

I WOULD SAY: Was that even a question? Archie not having a title had nothing to do with the colour of his skin... Princess Anne's children don't have titles, neither do Prince Edward's children. They also don't have protection and they are also the Queen's grandchildren. Wasn't that a choice of Harry and Meghan not to be senior royal members?... And as far as I'm concerned, Archie wasn't entitled to be a prince because of rules set down by King George V, more than 100 years ago. But he will be entitled to be an HRH or a prince when the Prince of Wales accedes to the throne. As the first born son of a duke, Archie could have become Earl of Dumbarton - one of Harry's subsidiary titles - or have been Lord Archie Mountbatten-Windsor, instead at the time of his birth, a royal source said Harry and Meghan had decided he should a regular Master Archie Mountbatten-Windsor.


4rd FACT: Meghan claimed that KATE MADE HER CRY during an argument, and not the reverse as reported in 2018. "A few days before the wedding [Kate] was upset about the flower girl dresses and it made me cry," Meghan said. She said Kate later apologised and brought flowers and a note to make amends. "I'm not sharing that piece about Kate to be disparaging about her,". She said Kate was "a good person" and hoped that she would have wanted the false stories corrected. The media "really seemed to want a narrative of a hero and a villain," said Meghan.

I WOULD SAY: Family (little) wars? Who doesn't have them? But one thing I'm sure... those wars are to be dealt in private, not on prime time TV or in the press. Especially, when what you are looking for your family is more privacy and quietness. Honestly... nothing like a media circus interview with Oprah to get that.


5th FACT: After seeking help from Palace officials for SUICIDAL THOUGHTS, Meghan said 'nothing was done'. She said she found life within the Royal Family so difficult that at times "I just didn't want to be alive anymore. And that was a very clear and real and frightening constant thought. And I remember how [Harry] just cradled me." She said she went to senior people in the institution to ask for help. "I remember this conversation like it was yesterday, because they said, my heart goes out to you because I see how bad it is, but there's nothing we can do to protect you because you're not a paid employee of the institution. This wasn't a choice. This was emails and begging for help, saying very specifically I am concerned for my mental welfare. But nothing was ever done, so we had to find a solution." She added: "One of the people I reached out to, who has become a confidante, was one of my husband's Mom's best friends - one of Diana's friends - because who else could understand what it's actually like on the inside?"

I WOULD SAY: This is probably the only part of the interview I pay some respect… Mental Health is something hard to explain and it can happen to anyone. Although I see Meghan as a strong woman, because she obviously have a total different background as Harry, maybe that shocking change of reality she was caught in (entering in a Royal Family) was more than enough to bring her mental health problems. She suddenly was alone (without her usual friends around), not able to do whatever she wanted to do and when she wanted to do. So, she lost her freedom. "When I joined that family, that was the last time until we came here that I saw my passport, my driver's licence, my keys, all that gets turned over," she said to Oprah. No one would like that… but no one said living in the Royal Family was easy. I only ask myself - wasn’t she aware of how her life would change joining that family, before agree to wed Harry? I doubt it. But, she obviously regret it… An activist woman like Meghan always was, who was a successful actress in Hollywood… honestly, it’s hard to imagine her in a ‘cage’ like that.

Another thing that made me question was why she couldn’t look for help herself from home? Or Harry? How come she had nobody to turn to, when her own mother is a trained psychotherapist… Apparently she finally got help from a psychotherapist for more than 30 years, Julia Samuel who has remained close to both Prince William and Prince Harry following the death of their mother in August 1997. She is godmother to Prince George and during the early nineties, was regularly seen by Princess Diana's side on trips to the gym and the cinema, offering the royal a chance to do 'normal things'.

And several royals have seen therapists before… including Prince William and Harry. Prince Harry has been in therapy for several years, so I don’t exactly understand why on earth that would have been a problem with Meghan.


6th FACT: Harry feels 'let down' by his father CHARLES. Harry said his brother and father were "trapped within the system" of the Royal Family. He said his family cut him off financially at the beginning of last year and his father stopped taking his calls right before they leave to Canada. He also said that "sadly" no-one in the family had said they were sorry that the couple felt they had to move away from royal life because they did not feel supported. "The feeling is that this was our decision, therefore the consequences are on us."

I WOULD SAY: That doesn’t shock me the fact they are all kind of ‘trapped’… Harry have chosen to be free of that. I won’t criticize him… He’s a victim of what happens with his mother’s life, he doesn’t want the story to repeat and he thinks he was already closed to that point… so he made a decision. Of course, that decision brings consequences. But I believe time will help to put everything in its right place… I really hope his relationship with father and brother get better.


7th FACT: The problems with the BRITISH TABLOIDS were an imminent issue. Harry said the "relationship and that control and the fear by the UK tabloids, it's a really, it's a toxic environment". His father, the Prince of Wales, "had to make peace" with the relationship with the media. But Meghan said she and the duke could not make peace with it themselves. The Duchess of Sussex said her treatment in the press had been worse than other royals, saying that although the Duchess of Cambridge being branded "Waity Katie" before her marriage to Prince William must have been "really hard", it was "not the same". "If a member of his family would comfortably say 'we've all had to deal with things that are rude', rude and racist are not the same," she said. Meghan said there had been an "obsession about anything in my world", including the media offering money to track down her parents.

"I did everything I could to protect both of them in that media frenzy for over a year," she told Oprah.

I WOULD SAY: Everyone knows how the British tabloids can be mean… that happens across centuries. And every second, a new thing is being written about the Royal Family, true or false. I don’t think they should be doing announcements everytime an untrue thing is published. It would be hard to live like that. And what about the American media? I don’t think it’s something funny to play with when we are talking about celebrities… papparazzis can be pretty hard and violent. Let’s go back to the weeks before Meghan and Harry’s wedding… what was written about Meghan and her family members. And living in LA they will always be celebrities… Harry will always be the son of Princess Diana and the grandson of the Queen of England. Meghan can be an actress again, if she wants to. I wish them luck in the other side of the Atlantic!



8th FACT: Harry says they both have a 'really good' relationship with the QUEEN - 'She's my colonel-in-chief... always will be.'. Meghan, as well, said the Queen had always been "wonderful" to her. She recalled "On one of our first joint engagements together, we had breakfast together that morning and she gave me a gift - some beautiful pearl earrings and a matching necklace - I just really loved being in her company. (…) We were in the car going in between engagements and she has a blanket that sits across her knees and it was chilly and she pulled it across my knees. It made me think of my grandmother". Prince Harry said that in January last year the couple had an invitation to visit the Queen at Sandringham suddenly withdrawn by her private secretary, who said she was "busy all week". "When you're head of the firm there are people around you that give you advice. And what has also made me really sad is some of that advice has been really bad," said Harry. Meghan said "There's the family, and then there's the people that are running the institution, those are two separate things and it's important to be able to compartmentalise that because the Queen, for example, has always been wonderful to me."

I WOULD SAY: So… as Head of State, as the woman that ruled Britain in the most hardest of times in the past, as the one that gave her own life and gave up of so many things in the name of that ‘institution… shouldn’t that woman, the Queen, be respected? These last words of Meghan say everything. There’s in fact the people that helps running the institution and that happens for years and years… Did Meghan thought she would be the ‘saviour’ of the Royal Family? Did the Royal Family want to be saved? Maybe… but things are not as simple as that. But at least Meghan ‘saved’ Harry. Asked by Winfrey if he would have stepped back from senior royal duties had he not met Meghan, Harry said: "No, the answer to your question is no." He said he would not be able to leave because "I myself was trapped. I didn't see a way out. I was trapped but I didn't know I was trapped." He then claimed other family members are also trapped. "My father and my brother, they are trapped. They don't get to leave," he said. Well, maybe because there’s a thing called DUTY… and thankfully it still runs in the Royal Family, I would say.


“Therefore I am sure that this, my Coronation, is not the symbol of a power and a splendor that are gone but a declaration of our hopes for the future, and for the years I may, by God's Grace and Mercy, be given to reign and serve you as your Queen.”

(Queen Elizabeth II's Coronation speech - June 2, 1953)


In my humble opinion, they were free to have a word… but airing personal grievances in public didn’t benefit anyone, but cause even more lasting damage. At the end of the day Harry does now have his own family, but Royal Family is his blood family…


Meghan said she hopes the message people take from the interview is "know there's another side, to know that life is worth living". So I am wishing all the best to Meghan and Harry, and their children. I really hope, from now on they will concentrate on their new life in the USA.


MORE:

10 Times Meghan Markle Recycled her outfits

The Duchess of Sussex favourite fashion brands

Inside Meghan's royal life: 25 times she made the difference

The best quotes from the Duchess of Sussex

Harry & Meghan: the sweetest moments and the 11 facts we didn't notice on their wedding

The sweetest looks between Meghan and Harry

8 huge details behind this special photo

The best of Meghan & the Queen

Protocol Breakers: 7 traditions the Sussexes may not follow

A entrevista mais esperada de todos os tempos... ou provavelmente desde a entrevista da princesa Diana à BBC. Foram quase 2 horas repletas de pontos de discussão, sendo que alguns deles foram deixados estrategicamente apenas no ar...


1º FACTO: Uma das declarações mais peculiares feitas por Meghan foi certamente aquela em que ela afirmou não saber de nada sobre a monarquia britânica quando conheceu Harry... O seu conhecimento acerca da Família Real, disse ela, baseava-se apenas no que Harry 'ia partilhando comigo '. Surpreendentemente, sendo ela graduada pela conceituada Northwester University, revelou que o que imaginava ser a vida da realeza se baseava em 'contos de fadas'. Além disso, descreveu-se como 'INGÉNUA' naquela época. Ao falar sobre a primeira vez em que conheceu a Rainha, Meghan disse que ficou surpresa ao saber que tinha que lhe fazer uma vénia. Achava que isso era apenas algo que fazia "parte do show off" público e que isso não acontecia no ceio da família real. Segundo a sua descrição daquele momento, ela teve que praticar rapidamente a vénia antes de um almoço improvisado com a Rainha. "Eu disse: 'Mas é a tua avó", disse Meghan. "Ele [Harry] disse: 'É a Rainha'." Meghan acrescentou ainda que nunca tinha procurado pelo nome do seu marido online enquanto namoraram...

Ao mesmo tempo, nesta entrevista a Oprah, alegou que assim que passou a fazer parte da família, não recebeu nenhuma orientação a nível de etiqueta, nem qualquer conselho, nem mesmo lhe ensinaram a letra do Hino Nacional... Meghan disse: "Não houve orientação. Ao contrário do que se vê nos filmes, não há aulas para aprender a falar, ou de como cruzar as pernas, como ser nobre. Isso não me foi oferecido. ” (…) “O mesmo com o Hino Nacional - ninguém pensou em dizer-me 'ah, tu és americana, não vais saber cantar'. Então, tive que ser eu, noite e dia, a pesquisar no Google ...".

EU DIRIA: Só precisamos de olhar um pouco para o passado da História do Reino Unido, e de outros países, para entender o que é a Monarquia. E talvez até a ssistir a alguns filmes... E podemos gostar ou não gostar. Mas, confesso que é para mim um pouco difícil pensar em Meghan como alguém tão 'ingénuo' - alguém que viajou tanto pelo mundo (incluindo Londres) antes de conhecer Harry, alguém que nasceu e viveu uma vida inteira no meio de Hollywood, alguém que era uma grande fã da princesa Diana - pouco antes do casamento de Meghan e Harry em 2018, Ninaki Priddy, a melhor amiga de infância da duquesa e dama de honra do seu primeiro casamento com Trevor Engelson, disse ao Daily Mail: '[Meghan] sempre foi fascinada pela família real. Ela quer ser a Princesa Diana 2.0 .'... Verdade ou mentira? Nunca saberemos! Também num post de 2014 no seu extinto blog de Lifestyle, The Tig, Meghan escreveu "Basta olhar para a pompa e circunstância em torno do casamento real e das intermináveis ​​conversas sobre a princesa Kate".

Ah, e não nos esqueçamos que Meghan uma vez admitiu que já conhecia a prima do agora marido, a Princesa Eugenie, antes de o conhecer naquele que foi o primeiro encontro de ambos... que dizem ter sido orquestrado pela designer Misha Nonoo, cujo ex-marido Alexander Gilkes foi colega dos Príncipes Harry e William em Eton.

Claro está também que celebridades não são a mesma coisa que uma Rainha!... Quem achava que seria?

Por último, se Meghan fosse uma ‘persona non grata’ dentro da Família Real, ‘a firma’ nunca a deixaria casar-se com o Príncipe Harry. Mas, uma coisa é certa, ninguém (nem eu, nem vocês, nem mesmo Meghan) poderia entender o que realmente é ser parte da Família Real, antes de entrar realmente nela. Mas Meghan era livre de não gostar de muitas coisas ao longo do processo de integração, assim como ela foi livre para deixar tudo aquilo para trás. E ainda bem que o fez. Feliz por ela!


2º FACTO: Ambos alegaram que um membro da família fez um comentário racista sobre o filho que ainda não tinha nascido. O casal alegou que havia "preocupações" dentro da família real sobre a cor da pele de Archie. Meghan disse que Harry havia sido questionado por um membro da família não identificado "quão escura" a pele do seu filho Archie poderia vir a ser... Oprah disse mais tarde que o membro da família em questão, não foi a Rainha nem o Duque de Edimburgo (importante!).

EU DIRIA: Que assunto delicado este... RACISMO. O que é racismo hoje em dia? E se Meghan fosse japonesa / chinesa, e perguntassem como seriam os olhos de Archie (mais ou menos rasgados)... isso seria considerado racismo? Quando uma mulher está grávida, não é normal imaginar como será a aparência de um bebé? As discussões sobre as características de um bebé são discussões normais em todas as famílias... a cor do cabelo, se vai ter as orelhas grandes do pai ou as pequenas da mãe, as pernas longas do pai... portanto, a cor da pele não é um problema, a menos que alguém queira torná-lo um problema. Claro que não vou aqui tomar o partido de ninguém, mas tudo depende de quem falou, como se falou, em que contexto se falou... e o casal não explicou isso.


3º FACTO: “Eles não queriam que ele fosse um príncipe ou princesa, não sabendo qual seria o género, o que seria diferente do protocolo, e (disseram) que ele não iria receber segurança”, disse Meghan. “Naqueles meses em que eu estava grávida... nós conversamos paralelamente da questão do não ter segurança, não receber um título...” À pergunta de Oprah se ela estava incomodada pelo facto de o seu filho não vir a receber O TÍTULO DE 'PRÍNCIPE' Meghan disse: "Toda a importância que é dada a essas questões é um apego que pessoalmente não tenho. Fui empregada, atriz, princesa, duquesa e no fundo sempre fui apenas Meghan. O título mais importante que terei na vida é o de mãe, mas a ideia do nosso filho não estar seguro e também a ideia de o primeiro membro de cor nesta família não ter o mesmo título que os outros netos teriam... "

EU DIRIA: Isso foi mesmo uma questão? Archie não ter um título não tinha nada a ver com a cor da sua pele... Os filhos da princesa Anne não têm títulos, nem os filhos do príncipe Edward. Eles também não têm proteção e também são netos da Rainha. E no fim de contas, não foi uma escolha de Harry e Meghan não serem membros séniores da família?... E, tanto quanto sei, Archie não tinha o direito de ser príncipe por causa das regras estabelecidas pelo Rei George V, há mais de 100 anos atrás. Mas ele terá o direito de ser um HRH ('His Royal Highness') ou um príncipe quando o Príncipe de Gales subir ao trono - essa alteração será automática. Além disso, como o filho primogénito de um duque, Archie poderia ter-se tornado Conde de Dumbarton - um dos títulos subsidiários de Harry - ou ter sido Lorde Archie Mountbatten-Windsor, em vez disso, na altura do seu nascimento, uma fonte real disse que Harry e Meghan haviam decidido que ele deveria ser chamado apenas de Archie Mountbatten-Windsor.


4º FACTO: Meghan afirmou que KATE A FEZ CHORAR durante uma discussão, e não o contrário, como havia sido relatado em 2018. “Alguns dias antes do casamento [Kate] estava chateada com os vestidos da meninas das alianças e isso fez-me chorar”, disse Meghan. Ela disse que Kate, mais tarde, pediu desculpas e trouxe-lhe flores e um bilhete para se redimir e fazerem as pazes. "Eu não estou a partilhar este episódio com a Kate para ser depreciativa sobre ela,". Segundo Meghan, Kate é "uma boa pessoa", mas esperava que ela desejasse que as histórias falsas que saíram na imprensa fossem desmentidas. Os media "realmente pareciam querer uma narrativa de um herói e um vilão", disse Meghan.

EU DIRIA: (pequenas) guerras familiares? Quem não as tem? Mas de uma coisa tenho certeza... essas guerras deverão ser tratadas em particular, não no horário nobre da TV ou na imprensa. Principalmente quando o que alguém diz querer para a sua família é mais privacidade e sossego. Honestamente... nada como uma entrevista de 'circo' nos media com Oprah para alcançar isso.


5º FACTO: Depois de ter procurado a ajuda de oficiais do palácio para os PENSAMENTOS SUICIDAS, Meghan disse que 'nada foi feito'. Ela confessou que achava a vida na Família Real tão difícil que às vezes "Eu simplesmente não queria mais estar viva. E esse era um pensamento constante, muito claro, real e assustador. E lembro-me de como [Harry] simplesmente me deu colo." Meghan revelou ter procurado alguns membros seniores da instituição para pedir ajuda. “Lembro-me dessa conversa como se fosse ontem, porque eles disseram-me, o meu coração está contigo porque vejo o quanto isso é mau, mas não há nada que possamos fazer para te proteger porque tu não és um funcionário pago da instituição. Não era uma opção. Trataram-se de e-mails e pedidos de ajuda, dizendo muito especificamente que estava preocupada com o meu bem-estar mental. Mas nada foi feito, então tivemos que encontrar uma solução." Meghan acrescentou ainda: "Uma das pessoas que procurei, que se tornou uma confidente, era uma das melhores amigas da mãe do meu marido - uma das amigas de Diana - porque quem melhor poderia entender como aquilo é realmente por dentro?"

EU DIRIA: Esta é, provavelmente, a única parte da entrevista que eu respeito na totalidade... Um problema de Saúde Mental é algo difícil de se explicar e pode atingir qualquer pessoa. Embora eu veja Meghan como uma mulher forte - porque obviamente ela provém de um background totalmente diferente do de Harry - talvez aquela mudança tão brusca de realidades em que ela foi apanhada (ao entrar numa família real) fosse mais do que suficiente para lhe trazer problemas de saúde mental. De repente, ela estava sozinha (sem as suas amizades habituais por perto), incapaz de poder fazer o que queria e quando queria. Ou seja, ela perdeu a sua liberdade. “Quando me juntei àquela família, foi a última vez, antes de virmos para cá, que vi o meu passaporte, a minha carta de condução, as minhas chaves, tudo isso é retirado”, disse ela a Oprah. Ora, ninguém gostaria disso... mas ninguém disse que viver na Família Real era fácil. Eu só me pergunto - ela não sabia como a sua vida iria mudar ao juntar-se àquela família, e antes de concordar em casar com Harry? Tenho dúvidas... Mas, obviamente ela arrependeu-se... Uma mulher ativista como Meghan sempre foi, uma atriz de sucesso em Hollywood... honestamente, é difícil imaginá-la em numa 'jaula' como aquela.

Outra coisa que me intrigou foi porque é que ela não conseguia procurar ajuda a partir de casa? Ou o Harry? Como é que ela não tinha ninguém a quem recorrer, quando a sua própria mãe é uma psicoterapeuta com experiência... Aparentemente, Meghan finalmente conseguiu a ajuda de uma psicoterapeuta com mais de 30 anos de experiência, Julia Samuel, que permaneceu próxima dos Príncipes William e Harry após a morte da sua mãe em agosto de 1997. Julia é também madrinha do príncipe George e, no início dos anos 90, era vista regularmente ao lado da princesa Diana em idas àao ginásio e ao cinema, ajudando a dar a oportunidade àquele membro da realezaa de fazer 'coisas normais'.

E, além disso, vários membros da realeza já recorreram anteriormente a terapeutas... incluindo o Príncipe William e Harry. O Príncipe Harry está em terapia há vários anos, daí que eu não entenda exatamente por que raio isso era agora um problema no caso de Meghan.


6º FACTO: Harry sente-se 'desapontado' com o pai, CHARLES. Harry disse que o seu irmão e o pai estão "presos dentro do sistema" da Família Real. Revelou também que a família lhe cortou financeiramente no início do ano passado e que o pai deixou de lhe atender as chamadas naquela altura antes de Harry e Meghan partirem para o Canadá. Ele também disse que "infelizmente" ninguém na família demonstrou lamentar o facto de o casal considerar abandonar a vida real por não se sentir apoiado. "A sensação é que esta foi uma decisão nossa, portanto as consequências recaem sobre nós."

EU DIRIA: Isto é algo que não me choca... o facto de eles estarem todos 'presos'... Harry escolheu livrar-se disso. Não vou criticá-lo... Ele é vítima do que aconteceu com a vida da sua própria mãe, e não quer que a história se repita, tendo já estado bem próximo desse ponto... portanto, tomou uma decisão. Claro, essa decisão traz consequências. Mas acredito que o tempo vai ajudar a colocar tudo no seu devido lugar... E desejo realmente que a relação dele com o pai e o irmão melhore.


7º FACTO: Os problemas com os TABLÓIDES BRITÂNICOS eram uma questão óbvia e iminente. Harry disse que "o relacionamento, o controle e o medo que se vive por conta dos tabloides do Reino Unido, é realmente um ambiente tóxico". O seu pai, o Príncipe de Gales, "teve que fazer as pazes" na sua relação com os media. Mas, Meghan disse que ela e o duque não podiam fazer as pazes sozinhos. A Duquesa de Sussex disse que o seu tratamento na imprensa foi pior do que o de outros membros da realeza, afirmando que embora a Duquesa de Cambridge tenha sido chamada de "Waity Katie" antes do seu casamento com o Príncipe William, o que deve ter sido "muito difícil", "não era o mesmo ". “Quando um membro da família diz confortavelmente 'todos nós tivemos que lidar com coisas que são rudes', rude e racista não são a mesma coisa”, disse Meghan a Oprah. De acordo com Meghan, havia uma "obsessão por qualquer coisa que estivesse relacionada com o meu mundo", incluindo a oferta de dinheiro por parte dos media para convencer os seus pais a falarem.

"Fiz tudo o que pude para protegê-los daquele frenesim de media ao longo de mais de um ano", disse ela a Oprah.

EU DIRIA: todo a gente sabe como os tablóides britânicos conseguem ser maldosos... isso acontece há séculos. E a cada segundo, uma coisa nova está a ser escrita sobre a Família Real, quer seja verdade ou mentira. E eu não acho que eles tenham o dever de fazer comunicados a cada vez que algo falso é publicado. Seria difícil viver assim. E os media norte-americanos ? Não me parece que sejam algo leve e divertido quando falamos de celebridades... os papparazzis conseguem ser violentos, a roçar o nojento. Voltemos às semanas antes do casamento de Meghan e Harry... olhemos para o que foi escrito sobre Meghan e a sua família. E morando em LA eles serão sempre celebridades... quanto mais não seja porque Harry será sempre filho da Princesa Diana e neto da Rainha da Inglaterra. E Meghan pode ser novamente atriz, se assim o quiser. Só lhes desejo sorte do outro lado do Atlântico!



8º FACTO: Harry diz que os dois têm uma relação 'muito boa' com a RAINHA - 'Ela é minha coronel-chefe... sempre será.' Meghan também disse que a Rainha sempre foi "maravilhosa" com ela. Ela lembrou "Num dos nossos primeiros eventos juntas, tomamos o café da manhã juntas e ela deu-me um presente - uns lindos brincos de pérolas e um colar a combinar - eu amei estar na companhia dela. (...) Estávamos no o carro a caminho do evento e ela tinha uma manta sobre os joelhos dela e estava frio e ela puxou a manta até mim. Isso fez-me pensar na minha avó ". O príncipe Harry contou, ainda, que em janeiro do ano passado o casal recebeu um convite para visitar a rainha em Sandringham e repentinamente foi cancelado pelo seu secretário particular, que disse que ela estave "ocupada a semana toda". "Quando tu és o chefe da empresa, há pessoas em seu redor que lhe dão conselhos. E o que também me deixa muito triste é que alguns desses conselhos têm sido muito maus", disse Harry. Meghan acrescentou: "Há a família e as pessoas que dirigem a instituição, são duas coisas distintas e é importante ser capaz de compartimentar isso, porque a Rainha, por exemplo, sempre foi maravilhosa para mim."

EU DIRIA: Assim sendo... como Chefe de Estado, como a mulher que governou a Grã-Bretanha nos tempos mais difíceis no passado, como aquela que deu a própria vida e desistiu de tantas coisas em nome daquela 'instituição' ... não deveria aquela mulher, a Rainha, ser respeitada? Essas últimas palavras de Meghan dizem tudo. Na verdade, existem pessoas que ajudam a administrar a instituição e isso acontece há anos e anos... Meghan pensou que seria ela a ‘salvadora’ da Família Real? A família real queria ser salva? Talvez... mas as coisas não são tão simples assim. Mas, pelo menos Meghan ‘salvou’ Harry. Questionado por Winfrey se ele aguma vez se teria afastado dos deveres reais seniores se não tivesse conhecido Meghan, Harry foi peremptório: "Não, a resposta à sua pergunta é não.". Ele disse que não seria capaz de sair porque "Eu mesmo estava preso. Não via uma saída. Eu estava preso, mas não sabia que estava preso.". Foi então que Harry afirmou que outros membros da família também estão presos. "O meu pai e o meu irmão estão presos. Eles não podem sair", disse ele.

Bom, talvez porque haja uma coisa chamada DEVER... e, felizmente, ainda existe na Família Real quem o queira cumprir, diria eu.


“Portanto, estou certa de que isto, a minha Coroação, não é o símbolo de um poder e de um esplendor que se vão, mas uma declaração das nossas esperanças para o futuro, e durante os anos em que eu possa, com a Graça e Misericórdia de Deus, entregar-me a reinar e a servir-vos como vossa Rainha. ”

(Discurso de coroação da Rainha Elizabeth II - 2 de junho de 1953)


Na minha humilde opinião, Harry e Meghan são livres para falar... mas expor determinados assuntos pessoais em público não beneficiou ninguém, apenas causou ainda mais danos. No final do dia, Harry agora tem a sua própria família, mas a Família Real continua a ser a sua família de sangue...


Meghan disse que espera que a mensagem que as pessoas tirem desta entrevista seja "saibam que há um outro lado, saibam que vale a pena viver a vida". Assim sendo, apenas desejo tudo de bom a Meghan e Harry e aos seus filhos. Esperando que, de agora em diante, eles se concentrem na sua tão sonhada nova vida nos EUA.


You Might Also Like: