For professional inquires or general questions or comments, please contact: mylilobridge@gmail.com

 

Contact Me

10 things I've learned reading the September issue of British Vogue

August 24, 2019

I had only access to British Vogue this week... because I'm in Portugal and unfortunately there's always a delay...

 

But what I have to say about it is that this issue is landmark in so many ways. Meghan is one of the most influential people on the planet and partnering with her is a smart business move on editor-in-chief Edward Enninful's part. I have no doubt that this September issue has every ingredient to be the best seller of all Vogues.

 

I've heard that in London, readers lined up to buy the new edition... and here in Portugal, I lost some time trying to find someone that could book a copy for me, but I was not succeded.

 

This issue has turned the conversation away from fashion and towards the amazing work of women and the positive change they are having on the world.

 

Here, what I've learned by reading it:

 

1. The Duchess wrote to the British Vogue Editor and a week later he headed to meet her for tea in central London. And this is how it all started...

 

2.This issue gave a spotlight to fashion Labels with the planet in mind (Outland Denim, Kitx, Mother of Pearl, Bite, Veja)

 

3. One of Meghan’s favourite poems is in it: “A personal favourite and the best reminder during the summer season... or any season, as a matter of fact”, wrote Meghan. The poem is by Matt Haig in ‘Notes in a Nervous Planet’.

 

4. There's a feature about Luminary Bakery project: an all female bakery that is helping empowering disadvantaged women to bake their way into employment.

 

5. There's a three pages interview by Prince Harry to legendary ethnologist Dr Jane Goodall, a candid conversation about environment and climate change: this took place in Windsor in a rainy day. During the conversation, at some point talking about the worries about our planet Earth, Harry confessed that he’s more aware of that and worried with the future now that he has a baby. “I’ve always had a connection and a love for nature. I view it differently now, without question”. He also tells Jane that he wants to have only two kids: “Two maximum!”.

 

6. There's a lot o reflexion momentss through this magazine's pages. There's a feature about social media cruelty with the help of Brené Brown, researcher and expert on vulnerability and courage. Jameela Jamil also writes about physical requirements demanded for men and women: “General global physical requirements for women in 2019: be thinner, have longer legs, have a small waist, but have a big, pert bottom, with absolutely no stretch marks on it. (...) General global physical requirements for (straight) men in 2019: Have beard or don’t have beard. Up to you!”

 

7. There's some interesting pages about the emotional significance and family history behind jewellery. 8 designers share the stories of their personal treasures... Gabriela Hearst, Clare Waight Keller, Tabitha Simmons are three of them.

 

8. The interview with Michelle Obama... Before settle the interview, Meghan had a lunch with Michelle where both ate chicken tacos. During the interview she took advices on motherhood with Michelle.

 

9. My favourite part is the “My First Job” article... It was nice to learn how some personalities did begun their working lives... Can you imagine Vivienne Westwood was a Primary school teacher?... And Manolo Blahník a photographer? 

 

10. What the stars are wearing is the least interesting or important thing about this magazine... for the first time. This issue is the proof that there are a lot more interesting conversations to have with women than about their appearance.

Eu só tive acesso à Vogue Britânica esta semana... porque estou em Portugal e, infelizmente, há sempre um atraso...

 

Mas o que tenho a dizer sobre isto é que esta edição representa um marco de muitas maneiras diferentes. Meghan é uma das pessoas mais influentes do planeta e uma parceria com ela foi um movimento de negócio inteligente por parte do editor-chefe Edward Enninful. Não tenho dúvidas de que esta edição de setembro tem todos os ingredientes para ser o 'best-seller' de todas as Vogues.

 

Segundo sei, em Londres os leitores fizeram fila para comprar a nova edição... e aqui em Portugal, perdi algum tempo a tentar encontrar alguém que pudesse reservar uma cópia para mim, mas não consegui.

 

Esta edição afastou um pouco a conversa do mundo da moda, focando-se mais no incrível trabalho das mulheres e da mudança positiva que elas estão a ter no mundo.

 

Aqui, o que eu fiquei a saber ao ler este número da Vogue britânica:

 

1. A Duquesa escreveu uma SMS ao editor da Vogue britânica e, uma semana depois, ele foi ao encontro dela para tomar um chá no centro de Londres. Foi assim que tudo começou...

 

2. Esta edição deu destaque a marcas de moda que se preocupam com o planeta (Outland Denim, Kitx, Mãe de Pérola, Mordida, Veja)

 

3. Nesta edição está um dos poemas favoritos de Meghan: “Um favorito pessoal e o melhor lembrete durante a temporada de verão ... ou em qualquer outra época, na verdade”, escreveu Meghan. O poema é de Matt Haig em "Notes in a Nervous Planet".

 

4. Há um artigo sobre o projeto Luminary Bakery: uma confeitaria feminina que está a ajudar a capacitar as mulheres desfavorecidas a abrir caminho para o mercado de trabalho.

 

5. Há três páginas de entrevista feita pelo Príncipe Harry à lendária etnóloga Jane Goodall, uma conversa franca sobre o meio ambiente e as mudanças climáticas. Este momento entre ambos aconteceu em Windsor num dia chuvoso. Durante a conversa, numa altura em que falavam sobre as preocupações à volta do nosso planeta Terra, Harry confessou que está mais consciente disso e preocupado com o futuro desde que tem um bebé. “Sempre tive uma conexão e um grande amor pela natureza. Vejo isso de maneira diferente agora, sem qualquer dúvida ”. Ele também diz a Jane que quer ter apenas dois filhos: “Dois no máximo!”.

 

6. Há muitos momentos de reflexão nas páginas desta revista. Há um artigo em específico sobre a crueldade das redes sociais que conta com a ajuda de Brené Brown, pesquisadora e especialista em vulnerabilidade e coragem. Jameela Jamil escreve também sobre os requisitos físicos exigidos para homens e mulheres: “Requisitos físicos globais gerais para mulheres em 2019: ser mais magra, ter pernas mais compridas, ter uma cintura pequena, mas ter um rabo grande e arrebitado, sem estrias. (...) Requisitos físicos globais gerais para homens (heterossexuais) em 2019: Ter barba ou não ter barba. O homem decide!"

 

7. Há algumas páginas interessantes sobre o significado emocional e a história de família por detrás de algumas joias. Oito designers partilham as histórias dos seus tesouros pessoais ... Gabriela Hearst, Clare Waight Keller, Tabitha Simmons são três delas.

 

8. A entrevista com Michelle Obama ... Antes de combinar a entrevista, Meghan almoçou com Michelle, e ambas comeram tacos de frango. Durante a entrevista, ela foi colhendo alguns conselhos sobre a maternidade com Michelle.

 

9. A minha parte favorita é o artigo “O meu primeiro emprego” ... Foi bom saber como algumas personalidades começaram suas vidas profissionais ... Alguma vez imaginou que Vivienne Westwood foi professora de escola primária? ... E que Manolo Blahník foi fotógrafo?

 

10. O que as estrelas estão a vestir é a coisa menos interessante ou importante nesta revista ... pela primeira vez. Esta edição é a prova de que há conversas muito mais interessantes para ter com as mulheres que vão além da sua aparência.

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

You Might Also Like:

Meet the 'new' royals of The Crown

November 14, 2019

Remembrance Day: what's in a Poppy?

November 12, 2019

1/15
Please reload